{ o literato }

O literato fazia a sua primeira refeição do dia, devorava seu macbeth, engordurando os punhos de sua camiseta de mangas longas com dizeres em branco e rosa de Beauvoir. Mal o macbeth caíra-lhe no estômago, causando-lhe um tremendo bem-estar de entendimento e consideração, ouviu uma conversa que vinha da calçada, pegou o diálogo já assim:…

{sobre a confiança}

Aos nove anos ela escrevia no caderno uma lista de suas melhores amigas. Aos doze ela achava que todas as pessoas que sorriam para ela eram boas. Aos dezessete jurava de pés juntos que jamais se deixaria enganar. Aos vinte e um perdeu um grande amigo para a morte. Aos vinte e três perdoava qualquer…

{sobre a ausência}

Ela desceu a rua repassando mentalmente toda a conversa que tinha acabado de acontecer. Sabia, que apesar de ameno, aquele tinha sido o último dos diálogos em dez anos de amizade. Percebeu desde a hora que sua amiga chegou cansada, reclamando, como sempre fazia, da vida. Eram as mesmas reclamações, sim, só que ditas com…

{sobre o fim}

Eu não conseguia entender como o mundo continuava depois dela deixar de existir. Voltei de seu enterro, olhava em volta e tudo existia normalmente. Como assim, eu pensava, como tudo ainda pode existir? Pessoas que andavam de lá pra cá, pra onde iam? Eu sentia que precisava avisá-las de que o mundo não poderia mais…